Hospital e Prefeitura têm que indenizar por erro médico

236

Réus foram condenados em R$ 300 mil por danos morais

Hospital e Prefeitura têm que indenizar por erro médico. A decisão
unânime é da 9ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). O colegiado condenou a unidade hospitalar e a Prefeitura de Ribeirão Preto a pagar R$ 300 mil por danos morais e pensão mensal de 2/3 do salário mínimo.

atendimento
Créditos: Rawf8 | iStock

A criança faleceu cinco anos depois do parto normal, que era contraindicado e causou sequelas por falta de oxigenação.

Para o relator da apelação, desembargador Carlos Eduardo Pachi, “todo o caso se relaciona à falha no serviço público prestado” ao ter submetido a mulher a um procedimento desaconselhado.

“Em casos como o presente, garantir o direito à indenização moral, mais do que aplicar a responsabilidade do Estado, presta-se como exemplo para que o ente público providencie o melhor atendimento possível aos particulares”, completou o relator.

Clique aqui para ler o processo.

Notícia produzida com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça de São Paulo

Saiba mais:

DEIXE UMA RESPOSTA