Telegram é app mais vulnerável

Data:

vulnerável
Créditos: Oleksandra Troian | iStock

Apesar de ser utilizado por autoridades brasileiras, segundo o site The Intercept Brasil, o aplicativo de mensagens russo Telegram não faz juz à fama que possui de ser mais seguro que rivais. Ele não utiliza criptografia de ponta a ponta por padrão, o que permite que as mensagens sejam interpretadas corretamente se interceptadas ao circular pela infraestrutura da internet. 

Para que a função com uso de criptografia seja utilizada (Chat Secreto), os participantes da conversa devem ativá-la. Quando isso ocorre, somente o emissor e o receptor da mensagem têm acesso ao seu conteúdo. Ou seja, a chave de decifra as informações está nas mãos somente das duas pontas da comunicação (daí o nome da tecnologia). Por isso, mesmo se forem interceptadas, as informações, que trafegam "embaralhadas" pela internet, não podem ser decodificadas por hackers.

O WhatsApp, por exemplo, implementou essa função em 2016, na época em que sofreu bloqueios judiciais no Brasil. A tecnologia de criptografia de ponta a ponta resguarda o sigilo das conversas dos usuários, mas, ao mesmo tempo, dificulta a identificação de quem espalha notícias falsas pelo aplicativo.

Na época dos bloqueios, o Telegram se tornou conhecido no Brasil, mas atualmente não sustenta a imagem que passou naquele momento de que era um serviço mais seguro que o rival. O aplicativo possui diversas funções que sacrificam a segurança do usuário em troca de conveniência. 

Uma delas é permitir que os usuários utilizem o app em qualquer plataforma, sem precisar do telefone celular por perto. Para tanto, o Telegram precisa armazenar um histórico de mensagens na internet, e não no aparelho. Considerando isso, uma hipótese provável para o vazamento das mensagens das autoridades brasileiras é que o hacker acessou uma das contas envolvidas na conversa e baixou o histórico de mensagens.

Além disso, o Telegram só apaga mensagens se a conta não for acessada pelo usuário por pelo menos seis meses.

(Com informações do Terra)

Leia também:          

 

Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Acesse a plataforma de assinatura de documentos com certificado digital de maneira fácil e segura.

Siga o Portal Juristas no Facebook, Instagram, Google News, Pinterest, Linkedin e Twitter.   

Juristas
Juristashttp://juristas.com.br
O Portal Juristas nasceu com o objetivo de integrar uma comunidade jurídica onde os internautas possam compartilhar suas informações, ideias e delegar cada vez mais seu aprendizado em nosso Portal.

1 COMENTÁRIO

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

5ª Edição do International Insolvency Law Conference: um encontro de destaques no campo jurídico internacional

Estão oficialmente abertas as inscrições para a 5ª Edição do International Insolvency Law Conference, um evento imperdível que reunirá profissionais e pesquisadores de destaque no campo da insolvência empresarial. Marcado para os dias 7 e 9 de março, este congresso promete ser um ponto de convergência para diálogos significativos e análises profundas sobre temas cruciais relacionados à recuperação judicial, recuperação extrajudicial e falência, tanto em âmbito nacional quanto internacional.

Dono de imóvel no RN será indenizado por concessionária de energia após danos causados em imóvel após troca de poste

A Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) e uma empresa contratada por esta foram condenadas a indenizar um consumidor em R$ 25 mil por danos materiais causados durante a troca de postes no município de Caicó-RN. A decisão da 2ª Vara da comarca também determinou o pagamento de R$ 10 mil por danos morais ao proprietário do imóvel, com juros e correção monetária, pela concessionária de energia. Além disso, foi autorizado o levantamento de R$ 2.700,00 em aluguéis.

Procon-SP notifica Uber para explicar política de preços

O Procon-SP emitiu uma notificação nesta sexta-feira (23) para o aplicativo de transporte Uber, solicitando explicações sobre sua política de preços, conhecida como tarifa dinâmica. Nesse sistema, o valor das corridas pode variar com base na demanda, o que pode impactar especialmente em dias com problemas no transporte público, como interrupções no metrô.

UFSC não é responsável por furto de veículo em estacionamento público, decide justiça

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) não será obrigada a indenizar uma ex-funcionária do Hospital Universitário (HU) pelo furto de seu veículo em um estacionamento do campus aberto ao público. A decisão foi tomada pela 5ª Vara Federal de Blumenau, que considerou que, como o local do furto era de acesso público e gratuito, a universidade não tinha o dever de vigilância.