TJ-PB mantém prisão de homem suspeito de esfaquear a ex-mulher dentro de delegacia

Data:

prisão de homem por esfaquear ex-mulher
Créditos: sakhorn/Shutterstock

A 1ª Vara do Tribunal de Justiça da Paraíba, da Comarca de Bayeux, após audiência de custódia, manteve a prisão de homem suspeito de esfaquear sua ex-mulher dentro da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher do município de Bayeux. O juiz solicitou o encaminhamento do rapaz para o Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira, em João Pessoa e a instauração de uma ação de insanidade mental.

Gabriel Correia, 28 anos, esfaqueou sua ex-mulher de 37 anos, grávida do atual companheiro, dentro da delegacia, enquanto ela aguardava a delegada para prestar queixa contra ele. A vítima foi atingida no olho direito e teve ferimentos em outros locais do corpo, motivo pelo qual foi encaminhada para o Hospital de Trauma de João Pessoa. Segundo assessoria de imprensa do hospital, seu quadro clínico é regular e ela segue em observação.

grávida
Créditos: Subbotina Anna/Shutterstock.com

O ex-casal possui um filho e estava separado desde 2017, e a mulher se mudou para São Paulo para fugir das ameaças de Gabriel, que não aceitava o fim da relação. Ela voltou para a Paraíba para ver o filho.

Por mensagens de celular, Gabriel ameaçou a ex-mulher, sua mãe e seu filho. (Com informações do portal G1 Paraíba.)

Juristas
Juristashttp://juristas.com.br
O Portal Juristas nasceu com o objetivo de integrar uma comunidade jurídica onde os internautas possam compartilhar suas informações, ideias e delegar cada vez mais seu aprendizado em nosso Portal.

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

Modelo de recurso contra multa por não obedecer à sinalização de trânsito

Modelo para recurso contra multa por não obedecer à...

TJSP invalida venda de empresa por inclusão de crédito do qual não é titular

A 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo, em julgamento estendido, declarou a invalidade da venda de uma empresa que incluía no preço final valores de precatórios dos quais não era titular, caracterizando uma operação de crédito a non domino.

Mantida multa de empresa que vendia produtos fora do prazo de validade

A 13ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) confirmou a decisão da Vara de Viradouro, proferida pela juíza Débora Cristina Fernandes Ananias Alves Ferreira, que negou o pedido de anulação de uma multa aplicada pelo Procon a um estabelecimento comercial. O local foi multado em R$ 20,6 mil por vender produtos fora do prazo de validade.

Plano de saúde custeará exame genético para tratamento de síndrome

A 9ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) manteve a decisão da 10ª Vara Cível de Campinas, proferida pelo juiz André Pereira de Souza, que determinou que uma operadora de plano de saúde deve autorizar e custear a avaliação genética com pesquisa etiológica para um beneficiário portador da Síndrome de West.