Posto indenizará consumidor por abastecer veículo com gasolina ao invés de diesel

808
O TJ-MG condenou um posto de combustível a indenizar um consumidor por realizar abastecimento com substância errada. O juiz convocado arbitrou a indenização por danos morais em R$ 10 mil e a por danos materiais em R$ 7 mil. Ao invés de abastecer o veículo com diesel, o abastecimento foi feito com gasolina, o que fez o veículo “engasgar” a parar de funcionar na viagem de Juiz de Fora para São Paulo, realizada na véspera de Natal. Por isso, o consumidor só conseguiu chegar ao destino com outro tipo de transporte. O motorista disse que percebeu a troca do combustível ao receber o cupom fiscal. Após o Natal, um guincho rebocou o veículo para uma oficina mecânica, mas, em nova viagem, no dia 28, ocorreu nova pane. O consumidor e seus familiares voltaram para Juiz de Fora de ônibus comercial. Os representantes do posto, em Juiz de Fora, disseram que o defeito no veículo apareceu bem depois do abastecimento. Salientaram ainda que não há fundamento para a indenização por dano moral, diante da ausência de violação à dignidade ou honra do consumidor, e que a impossibilidade de utilizar o veículo não impediu que eles chegassem ao destino. Entretanto, o juiz convocado considerou manifesto o dano moral diante da falha na prestação do serviço. Apontou também que o consumidor se frustrou quanto à expectativa de usufruir de suas férias, uma vez que teve de se preocupar com os danos causados ao veículo. (Com informações do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.)

DEIXE UMA RESPOSTA