Usar fotos sem crédito caracteriza dano moral

68
Fotógrafo recebrá R$ 4 mil porque teve suas imagens usadas para fins comerciais. Usar fotos sem crédito para fins lucrativos caracteriza dano moral, o que justifica indenização. O entendimento é da Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba (TJPB). O tribunal condenou uma empresa a pagar R$ 4 mil ao fotógrafo Giuseppe Stuckert, que teve suas imagens usadas para fins comerciais. O juízo de primeiro grau negou o pedido de indenização por danos morais e materiais. Créditos: Ponsulak | iStock De acordo com o juízo, não foi comprovado o uso indevido, pois o fotógrafo disponibiliza gratuitamente as fotos na internet sem exigir os créditos. No recurso, o advogado Wilson Furtado Roberto argumentou que apesar do seu cliente não cobrar pelo acesso ao site, as fotos teriam rendido lucros à empresa. O desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, relator do caso, acolheu apenas o pedido de indenização por dano moral. Segundo ele, não houve dano material porque o fotógrafo não informou qual o valor das fotos utilizadas pela empresa. Processo 0034369-86.2013.815.2001 Clique aqui para ler a decisão.

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados
   
Cadastro de Novo Usuário
*Required field