Procon multa Apple em R$ 10 milhões pela venda de aparelho sem carregador

App Store
Créditos: Leszek Kobusinski | iStock

O Procon de São Paulo multou em R$ 10.546.442,48 a Apple por violar direitos do consumidor, como a venda de aparelhos sem carregadores e publicidade enganosa.

A alegação do órgão foi que a venda de smartphone sem o adaptador do carregador de energia é uma prática abusiva. A empresa já havia sido notificada e questionada a respeito de valores de venda do aparelho e possíveis reduções no preço dos produtos, além do número de adaptadores produzidos. Porém, a Apple não respondeu.

O órgão de defesa do consumidor também acusa a empresa de realizar propaganda enganosa na publicidade do modelo iPhone 11 Pro feita pela empresa. A peça publicitária afirmava que o aparelho era resistente à água e incluía, as seguintes informações como “testes rigorosos e refinamentos ajudaram a criar um iPhone durável e resistente à água e poeira”, “resistente à água a até 4 metros por até 30 segundos” e “feito para tomar respingos e até um banho”.

“A Apple precisa entender que no Brasil existem leis e instituições sólidas de defesa do consumidor. Ela precisa respeitar essas leis e essas instituições”, destacou o diretor executivo do Procon/SP, Fernando Capez.

Com informações do UOL e CNN.

DEIXE UMA RESPOSTA