Modelo - Ação de Divórcio Litigioso - Pedido de Partilha de Bens

Data:

AO JUÍZO CÍVEL DA VARA DE FAMÍLIA E SUCESSÕES DA COMARCA DE CIDADE-UF

 

 

Divórcio
Créditos: Thiago Santos | iStock

NOME DO AUTOR, de nacionalidade [NACIONALIDADE], estado civil [ESTADO CIVIL], profissão [PROFISSÃO], portador do RG nº XXXXX e inscrito no CPF sob o nº XXXXXX, residente e domiciliado no ENDEREÇO COMPLETO, e-mail: (correio eletrônico), representado por seu advogado, cujo escritório se localiza em ENDEREÇO, local para recebimento de intimações, vem respeitosamente perante Vossa Excelência, apresentar:

AÇÃO DE DIVÓRCIO LITIGIOSO COM PARTILHA DE BENS

em face de NOME DO RÉU, de nacionalidade [NACIONALIDADE], estado civil [ESTADO CIVIL], profissão [PROFISSÃO], portador do RG nº XXXXX e inscrito no CPF sob o nº XXXXXX, residente e domiciliado em ENDEREÇO COMPLETO, e-mail: (correio eletrônico), fundamentando-se nos seguintes fatos e direitos.

I – DA JUSTIÇA GRATUITA

Devido à sua situação econômica, o autor não tem condições de arcar com as custas processuais e despesas sem comprometer seu sustento e o de sua família, conforme declaração de hipossuficiência anexada (DOC XX), amparado pelo Novo Código de Processo Civil - NCPC, artigos 98 e seguintes, e pelo artigo 5º, LXXIV da Constituição Federal - CF.

II – DOS FATOS

As partes contraíram matrimônio sob o regime de comunhão parcial de bens no dia [DATA], no Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais de [LOCAL], conforme [DOC XX]. Durante o casamento, adquiriram um imóvel residencial, localizado em [ENDEREÇO], matrícula XXXX, e um veículo [MARCA/MODELO], ano [ANO], Renavam nº XXXXXXXXXX, ambos descritos no [DOC XX].

O autor não deseja mais manter a união conjugal, não existindo mais afeição marital entre as partes, e solicita a dissolução do vínculo matrimonial e a partilha dos bens adquiridos durante o casamento. Embora a requerida concorde com o término da união, não houve acordo sobre a partilha dos bens, motivando a presente ação de divórcio litigioso.

III – DOS FUNDAMENTOS JURÍDICOS

3.1 Do Direito ao Divórcio

O casamento civil pode ser dissolvido pelo divórcio, conforme o artigo 226, § 6º da Constituição Federal e art. 1.571, IV do Código de Processo Civil - CPC. O divórcio é um direito potestativo do autor, independente da concordância da outra parte, e não requer justificativas para a extinção do vínculo conjugal.

3.2 Do Julgamento Parcial do Mérito Quanto ao Divórcio

Sendo o divórcio um direito potestativo e incontroverso, solicita-se o julgamento antecipado do mérito, conforme o art. 356 do NCPC, para que o processo prossiga apenas quanto à partilha dos bens.

3.3 Da Inexistência de Filhos

Não houve o nascimento de filhos durante o casamento.

3.4 Da Desnecessidade de Pensão Alimentícia

Ambas as partes são financeiramente independentes, tornando desnecessária a fixação de pensão alimentícia.

3.5 Da Mudança de Nome

O autor deseja retomar seu nome de solteiro [NOME DE SOLTEIRO], após a formalização do divórcio.

3.6 Da Partilha dos Bens

Conforme o regime de comunhão parcial de bens, os bens adquiridos durante o casamento devem ser partilhados, incluindo o imóvel localizado em [LOCAL, ENDEREÇO] e o veículo [MARCA/MODELO, ANO], conforme o art. 1.660 do Código Civil.

IV – DOS PEDIDOS E DOS REQUERIMENTOS

Diante do exposto, pede-se a Vossa Excelência:

4.1 O julgamento parcial do mérito para o divórcio, por ser um direito potestativo e incontroverso.

4.2 A partilha dos bens adquiridos durante o casamento.

4.3 A alteração do nome do autor para seu nome de solteiro.

4.4 A condenação da requerida ao pagamento das custas processuais e honorários advocatícios, conforme o art. 546 do Código de Processo Civil - CPC.

Adicionalmente, requer-se:

a) A designação de audiência de conciliação, conforme o art. 319, VII, do Código de Processo Civil - CPC;

b) A citação da requerida para comparecer à audiência designada, sob as penalidades legais;

c) O deferimento dos benefícios da justiça gratuita ao autor.

Valor da causa: R$ XX.XXX,XX (valor por extenso), para fins de alçada, conforme o artigo 292, III do Código de Processo Civil - CPC.

Nestes Termos,

Pede e Espera Deferimento.

Local - UF, Data do Protocolo Eletrônico.

Nome do Advogado

OAB-UF XXX.XXX

petição
Créditos: seb_ra | iStock
Juristas
Juristashttp://juristas.com.br
O Portal Juristas nasceu com o objetivo de integrar uma comunidade jurídica onde os internautas possam compartilhar suas informações, ideias e delegar cada vez mais seu aprendizado em nosso Portal.

Deixe um comentário

Compartilhe

Inscreva-se

Últimas

Recentes
Veja Mais

Modelo - Embargos de Declaração - CPP - Princípio "non bis in idem" - Não Ocorrência da Preclusão

Destaca-se, inicialmente, a natureza de ordem pública do princípio non bis in idem, o qual impede que o embargante seja processado ou punido mais de uma vez pelo mesmo fato. Tal princípio é um dos pilares do nosso sistema jurídico, garantindo a segurança jurídica e a justiça processual, conforme amplamente discutido nos autos.

Modelo - Ação de Guarda Unilateral

A requerente relacionou-se com o réu e deste relacionamento amoroso nasceram as suas filhas – XXXXX e XXXXXXX, menores impúberes nascidas em XX/XX/20XX e XX/XX/20XX.

Modelo de Petição - Abandono Afetivo - Ação Indenizatória

O Réu, ciente de sua paternidade em relação ao Autor, tem consistentemente falhado em suas responsabilidades parentais, negando apoio e cuidado ao filho, como será demonstrado pelas provas a serem apresentadas.

Modelo - Ação Indenizatória por Danos Morais - Abandono Afetivo

O Autor é _____ e objetiva por meio da presente ação o reconhecimento do abandono afetivo e consequente indenização por danos morais . O Réu, apesar de ter plena ciência do vínculo paterno com o Autor, vem reiteradamente negando a sua responsabilidade de auxiliar na criação do filho, agindo como se o mesmo nunca tivesse existido, o que se demonstrará pelas provas que pretende produzir.