Familiares de deficiente serão indenizados por chacota no Orkut

64
Criadora de comunidade no Orkut indenizará vítima A 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou a criadora de uma comunidade da extinta rede social Orkut, da Google, que debochava de homem com deficiência intelectual, ao pagamento de indenização por danos morais de R$ 3.000,00 (três mil reais) para família da vítima, tendo em vista que o rapaz morreu ao longo do processo judicial. A família recorreu ao Superior Tribunal de Justiça após o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) decidir que, embora tenha ocorrido “ato ilícito”, não houve dano moral indenizável, “configurando apenas simples aborrecimento, dissabor e incômodo”. Os familiares também pediam indenização da Google, titular da antiga rede social, no entanto, a empresa não foi responsabilizada. Os ministros do Superior Tribunal de Justiça entenderam que a veiculação indevida da imagem do autor ofendeu e causou transtornos à família, sendo sim passível de punição. (Com informações do Jota.Info.)

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados