Por plágio ou fraude, Universidade de Coimbra suspendeu 77 estudantes

382

A Universidade de Coimbra (Portugal) suspendeu, nos últimos 6 anos, 77 estudantes por plágio ou de fraude em trabalhos acadêmicos e provas.

universidade de coimbra
Créditos: Katarzyna Bialasiewicz | iStock

São 19 casos de plágios em trabalhos, relatórios, dissertações e teses, sendo que 13 estudantes foram suspensos por 5 meses e 6 tiveram a avaliação recusada pelo período de um ano.

A maioria dos casos de fraude detectados (37) é a famosa “cola” na hora das provas. 16 estudantes foram pegos com smartphones ou smartwatches, 2 simularam a identidade, 2 falsificaram documento e 1 associou seu nome a trabalho alheio.

Dois alunos foram punidos com a proibição de frequentar a UC por um período entre 1 e 5 anos, penalidade mais grave prevista no regulamento da instituição.

Em nota, a Universidade afirmou que o novo regulamento ajuda no“combate às tentativas de falsear os resultados das provas e trabalhos académicos”. E destacou que esse combate foi reforçado com a instalação de um software de detecção de plágios, programa também adotado pela Universidade de Lisboa desde 2015. (Com informações do Público.pt)

DEIXE UMA RESPOSTA