Condenação de funcionário autoriza justa causa se não couber mais recurso

56
Empregado recebeu pena de 27 anos de prisão por crimes contra a liberdade sexual Condenação criminal de funcionário autoriza justa causa se não couber mais recurso. O entendimento é da 9ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT-3). Créditos: izzetugutmen | iStock No caso o empregado foi condenado na Justiça Comum a 27 anos e um mês de reclusão por cometer crimes contra a liberdade sexual. Ele foi preso no local de trabalho em 2012, mas a sentença transitou em julgado em 2014. O funcionário argumentou que teve o contrato de trabalho suspenso na data da sua prisão até 2016, quando foi concedida a progressão de regime para o semiaberto. Saiba mais: Assédio sexual no trabalho justifica demissão por justa causaFuncionária demitida por justa causa após licença-maternidade deve receber verbas rescisóriasDemissão é revertida em dispensa sem justa causaNão é devido 13º proporcional em dispensa por justa causaApresentar documento falso gera justa causa de trabalhador Ele afirmou que na época procurou o presidente da empresa pedindo a reintegração definitiva ao emprego, mas que não teve resposta. Na ação ele também pediu o pagamento das garantias salariais e de indenização por danos morais. O relator do caso no TRT-3,

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados