Fotógrafo é indenizado moralmente por violação de seus direitos autorais

Fotógrafo é indenizado moralmente por violação de seus direitos autorais | Juristas
Créditos: Angela Waye/ Shutterstock.com

No processo nº 1014100-21.2016.8.26.0506, da 6ª Vara Cível do Foro de Ribeirão Preto, Giuseppe Silva Borges Stuckert interpôs a presente ação de obrigação de fazer c/c reparação por danos com pedido de tutela específica contra Artes Agência de Viagens e Turismo Ltda.

O autor, representado pelo advogado Wilson Furtado Roberto, fundador do escritório de advocacia Wilson Roberto Consultoria e Assessoria Jurídica e do Portal Juristas, alegou que a requerida utilizou indevidamente fotografia de sua autoria em página eletrônica mantida por ela, em violação aos seus direitos de autor.

Por este motivo, requereu a declaração de que a fotografia utilizada é de sua propriedade intelectual e a condenação dela a retirar da página eletrônica a fotografia, a indenizá-lo pelos danos materiais e morais sofridos e a publicar a informação sobre a autoria da fotografia, com antecipação dos efeitos da tutela para a retirada da imagem da página mantida pela requerida.

A agência de viagens apresentou contestação alegando a impossibilidade de identificação da autoria da imagem utilizada, a ausência de culpa sua e a inexistência dos danos alegados. Afirma que cessou a divulgação da imagem reclamada.

Para o magistrado, o pedido do autor é parcialmente procedente, sob a luz da Lei nº 9.610/98. A fotografia é obra protegida pelos direitos autorais, e sua proteção independe do registro da obra. Entretanto, no presente caso, o registro ocorreu, presumindo-se a autoria da obra do requerente, estando resguardados os direitos patrimoniais e extrapatrimoniais decorrentes de sua produção intelectual.

Não há controvérsia acerca da utilização indevida da fotografia pela requerida, vez que feita sem autorização e identificação do autor, motivo pelo qual deve ocorrer a reparação moral. O pedido de indenização por danos materiais, entretanto, é improcedente, uma vez que o fotógrafo não os comprovou.

Assim sendo, o juiz condenou a requerida a indenizar o autor pelos danos morais sofridos, na quantia de R$ 2.000,00, e a comunicar a autoria da obra, com destaque, por três vezes consecutivas em jornal de grande circulação no domicílio do autor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Specify Instagram App ID and Instagram App Secret in Super Socializer > Social Login section in admin panel for Instagram Login to work