MPRJ combate hackers que fraudam contas bancárias

22

Terceira fase da Operação Open Doors tem mais 3 mandados de prisão expedidos em combate a Hackers

Operação Open Doors - Hackers
Créditos: solarseven / iStock

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) cumpre hoje, 13 de agosto de 2019, 3 (três) mandados de prisão em desfavor dos suspeitos numa organização criminosa liderada por hackers especializados em furtos mediante fraude em contas bancárias. Esta é a terceira fase da Operação Open Doors.

Os mandados de prisão foram deferidos pela 2ª Vara Criminal de Barra Mansa, no estado do Rio de Janeiro. Um dos alvos é um hacker que já está preso desde a deflagração da segunda fase da Operação Open Doors, ocorrida no mês de setembro do ano passado.

Na nova etapa da Open Doors tem por fito atingir a lavagem de dinheiro realizada pela organização para ocultar os bens adquiridos com recursos oriundos das fraudes bancárias. Conforme com as informações constantes nas investigações, a organização criminosa burla a segurança bancária e consegue acesso aos dados dos titulares das contas bancárias fraudadas.

“Com isso se apropriam de senhas, CPF, número de agência e conta, nome completo do titular”, diz em nota o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ). Com essas informações, os hackers conseguem furtar mediante fraude, o dinheiro das vítimas e o direciona para contas bancárias de terceiros, ou seja, laranjas.

(Com informações da Agência Brasil)

Operação Open Doors
Créditos: solarseven / iStock

Saiba mais sobre Hackers:

DEIXE UMA RESPOSTA