Automatização: 3 mitos que impedem sua empresa de crescer

14

A globalização e a tecnologia aproximaram todos os cantos do mundo. Com isso, muitas possibilidades se abriram para as empresas, que agora podem chegar a lugares que antes eram impensáveis. No entanto, a demanda aumentou e o espaço para erros diminuiu cada vez mais. E, nesse contexto, a automatização de processos surgiu como uma alternativa bastante interessante aos empresários.

Mas, o que é essa tal automatização de processos?

Como o próprio nome sugere, trata-se de fazer com que tarefas sejam realizadas de forma automática, tudo com o objetivo de poupar um recurso inestimável: o tempo.

E, para as empresas, isso pode significar uma série de benefícios. Ao eliminar tarefas corriqueiras, burocráticas e repetitivas, por exemplo, a automatização de processos garante mais tempo para que os funcionários de uma determinada companhia possam utilizar seus talentos de forma plena e, assim, contribuir de forma mais intensa e direta para o sucesso do negócio, no todo.

Mas a despeito dos benefícios que oferece às empresas, muitas dúvidas acerca da automatização de processos ainda existem. E, se não forem sanadas, elas podem impedir o crescimento desses negócios.

É por isso que, neste texto, queremos desmistificar essa prática e responder aos três maiores questionamentos que os empreendedores têm sobre dela. Confira:

É muito caro?

Na realidade, isso é apenas parcialmente verdade. Muitas vezes, o valor investido pode ser, sim, um pouco elevado. No entanto, o cálculo não deve ser feito de maneira tão linear assim. O dinheiro aqui não é uma despesa, mas um investimento.

Como principal vantagem, por exemplo, a automatização permite que você libere tempo da sua equipe para que ela possa se dedicar a projetos que gerem mais lucro para a empresa. O tempo que se ganha na não execução de processos mais demorados — e, por vezes, menos lucrativos — , portanto, acaba se convertendo em rendimentos para o negócio por meio de outros projetos. Assim, “tempo é dinheiro” é um ditado que se encaixa perfeitamente nessa situação.

Vou trocar meus funcionários pelas automatizações?

Não. Embora seja uma dúvida bem recorrente entre os empresários, ela não é, de fato, verdade. Com a automatização, novas tarefas vão surgir e, consequentemente, os funcionários vão ter outras obrigações.

No entanto, é necessário que sejam apresentadas as condições para isso. Por exemplo, se você possui um depósito e decide automatizar a tarefa de catalogar os produtos, o profissional que antes era responsável por ela deverá ser capacitado para exercer novas atividades. Os talentos de seus colaboradores não deve ser desperdiçado por conta da automatização.

É só para grandes empresas?

Não. Independentemente do tamanho, qualquer empresa pode investir em automatização.

Afinal, o critério geral é: se um negócio tem processos, ele pode, sim, se beneficiar de sistemas automatizados. E isso se aplica desde a mais simples tarefa, como o envio de uma SMS de comprovação após uma transação financeira no caixa, até as mais complexas, como a catalogação dos produtos de um supermercado.

 

Fonte: Dr. Fiscal

DEIXE UMA RESPOSTA